Notícias

Fotos

Trajetória

ver biografia completa

Em 1975, Teresa começou sua carreira na rede estadual de ensino. Recém-formada, trabalhou no Jardim de Infância na escola Ana Rosa, para onde foi nomeada por ter sido aluna laureada do curso pedagógico do Instituto de Educação de Pernambuco. Com a graduação em Pedagogia concluída, passou a atuar como orientadora educacional.

Foi com essa atividade que a jovem professora ingressou na então Associação dos Orientadores Educacionais de Pernambuco (AOEPE). Foi vice-presidente entre 1984 e 1987 e depois conselheira na gestão de 1987 a 1990, período em que foi responsável pela articulação em favor da unificação dos educadores e suas entidades representativas em um só sindicato.

Foi assim que nasceu o Sintepe, em 1990. Teresa Leitão assumiu a vice-presidência da primeira diretoria e em 1993 foi eleita presidenta, sendo a primeira mulher a comandar o sindicato. Como representante do Sintepe, Teresa Leitão assumiu uma vaga no Conselho Estadual de Educação, sendo a primeira sindicalista a ocupar esse lugar.

Apesar de já votar no Partido dos Trabalhadores, foi em 2000 que Teresa assinou sua ficha de filiação e passou a atuar de forma orgânica no partido. Em 2002 foi eleita para o seu primeiro mandato e em 2003 integrou a maior bancada feminina até então eleita para a Assembleia Legislativa. Mesmo novata, destacou-se pela segurança, poder de articulação e representatividade política.

Em 2005, momento de crise política do Governo Lula, onde a direita se arvorou a insinuar até o impedimento do presidente, Teresa Leitão foi uma voz firme na Assembleia Legislativa na defesa das políticas públicas do governo federal.

Em 2009 acumulou a experiência de presidir o Diretório Municipal do PT de Olinda e no ano de 2014, após o Processo de Eleições Diretas, assume a presidência do PT em Pernambuco por dois dos quatro anos de mandato, que após um acordo político, será dividido com o advogado e segundo mais votado no PED, Bruno Ribeiro.

Em 2010 candidatou-se para seu terceiro mandato, onde obteve novo crescimento de votos e responsabilidades.

Com o acúmulo das lutas, tanto no ambiente sindical, quanto no parlamento, Teresa Leitão coloca novamente seu nome a disposição do povo pernambucano para continuar lutando por desenvolvimento com inclusão social, educação emancipadora e pela aceleração das transformações sociais que o Brasil tanto precisa e está realizando.

Social