• Abraçando Olinda!

A preocupação da deputada Teresa Leitão (PT) com todo o Estado de Pernambuco faz com que a parlamentar pense em políticas e ações de grande porte que atendam a população pernambucana como um todo, do Sertão ao Litoral. No entanto, isso não a impede de estar atenta a demandas específicas de cada localidade. Olinda, cidade Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, merece sempre a atenção de Teresa.

Os alunos da Escola Compositor Antônio Maria, em Rio Doce, por exemplo, tinham como principal demanda uma quadra para a prática de esportes. Por acreditar que o esporte é uma prática saudável que afasta os jovens das drogas e violência, Teresa destinou uma emenda parlamentar no valor de R$ 200 mil e a quadra foi construída. A inauguração foi no dia 25 de junho de 2018.

O Clube Atlântico de Olinda, fundado em 1948, e que se tornou uma casa de festas, shows e ponto de concentração de tradicionais blocos de Carnaval, também é uma preocupação de Teresa Leitão. Interditado no início de 2017 por não oferecer segurança aos frequentadores, o Clube Atlântico pode receber ajuda para obras de readequação. Em discurso no Plenário, a deputada fez apelo aos parlamentares para que destinem recursos, de emendas individuais, a ações de recuperação do equipamento cultural.

“Como o clube está interditado, nem o tradicional Ceroula de Olinda pôde sair de lá para as ladeiras neste ano”, lamentou Teresa Leitão, em referência à troça carnavalesca fundada na década de 1960. “O Atlântico é um exemplo da diversidade cultural olindense, um polo de resistência da nossa cultura”, comentou.

Segurança

A segurança no Sítio Histórico de Olinda é outra demanda importante da população da cidade. Os moradores reclamam da falta de vigilância policial e de iluminação pública na região da Cidade Alta.
Segundo a deputada, as câmeras de monitoramento da região param de funcionar constantemente, assim como deixaram de acontecer as rondas das viaturas da Polícia Militar. “Esses são problemas que dizem respeito ao Governo Estadual, no âmbito da Secretaria de Defesa Social. Outro problema é a falta de iluminação pública, mesmo nos pontos turísticos, o que diz respeito ao poder público municipal”, explicou Teresa Leitão.

Foto: Passarinho/Pref.Olinda

Notícia anterior

Próxima notícia