• Árdua luta para combate ao HIV/Aids e a falta de medicamentos

Presidenta da Comissão Temporária de Combate ao HIV/Aids, Tuberculose e Hepatite, em 2015, a deputada Teresa Leitão (PT) associou-se a ONG Gestos e ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para solucionar a grave crise da falta de medicamentos antirretrovirais nas farmácias dos hospitais do Estado.

A parlamentar fez também um pedido de informação ao Ministério da Saúde sobre uma denúncia de que o órgão do poder executivo estaria fracionando a entrega dos remédios.

Já em 2018, Teresa novamente denunciou na tribuna da Alepe o problema, ressaltando que pacientes estavam sofrendo de infecções oportunistas como consequência da interrupção no uso dos remédios.

Teresa Leitão também denunciou a falta de outros medicamentos de responsabilidade do Estado e alertou para o risco da expansão de doenças já controladas no País, como sífilis e tuberculose, em função da descontinuidade dos tratamentos. “O que mais me tocou foi o depoimento de uma criança com diabetes que pediu, como presente de aniversário, doses de insulina”, mencionou.

Foto: Carlos Severo/Fotos Públicas

Notícia anterior

Próxima notícia