• BLOG DA FOLHA – Em visita ao Aeroporto, Teresa critica privatização

Teresa Leitão durante visita a setor do Aeroporto do Recife

Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

LEIA NO BLOG

Após levar o debate para o plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), parlamentares estiveram no Aeroporto Internacional do Recife/Gilberto Freyre, na manhã desta segunda-feira (7), para engrossar o coro contra a privatização do equipamento. Marcada para às 10h, a atividade foi iniciada com uma plenária no auditório do Aeroporto, com sindicalistas e funcionários da Infraero – responsável por administrar o local.

De acordo com a deputada estadual Teresa Leitão, a visita realizada nesta segunda é mais um passo do que a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) está fazendo na defesa do Aeroporto dos Guararapes. Ela lembrou que foi feita uma audiência pública, solicitada pelo Sindicato Nacional dos Aeroportuários (SINA), e disse que a esta “não é uma luta simplesmente corporativa, é uma luta do patrimônio nacional”. A petista também lembrou de pronunciamento feito na Casa, onde um convite foi feito aos parlamentares para estarem presentes ao ato.

“Nós avaliamos que é necessário fazer uma articulação com deputados federais porque a questão é de âmbito nacional, esclarecer todos esses procedimentos, não deixar de dar visibilidade, alertar a população que isso é um bem público, é uma área extremamente estratégica, é um aeroporto superavitário e o processo não só o mérito da privatização em si, ele é extremamente nefasto, e é contra ele que nós estamos nos colocando, como o próprio processo de concessão que está sendo trabalhado nessa chamada desestatização. Isso é um nome fantasia para o processo de privatização”, disse Teresa Leitão. Após participar de plenária, a parlamentar visitou alguns setores estratégicos do aeroporto. 

A parlamentar também defendeu articulação com os deputados federais de Pernambuco. “Eu acho que esse encaminhamento a Assembleia vai fazer a exemplo do que foi feito em São Paulo. Articulação com a Assembleia Legislativa de São Paulo e os deputados federais de São Paulo tirou Congonhas desse processo de privatização. Nós queremos seguir esse exemplo”, afirmou. 

O presidente do Sina, Leonardo Félix, pediu apoio aos parlamentares de Pernambuco no sentido de impedir a privatização do Aeroporto do Recife. “O Aeroporto do Recife não precisa ser vendido. Não precisa ser privatizado. Hoje, tivemos a informação de Viracopos, que foi concedido, pediu uma recuperação judicial de 2,9 bilhões. Isso vai cair na mão da população que vai pagar essa recuperação judicial. Hoje, nós vivemos no subsídio cruzado, o Aeroporto do Recife gere todos os aeroportos da região Nordeste na mão da Infraero, o que precisa é de investimentos no Aeroporto do Recife. O governo vem sucateando o nosso aeroporto no intuito de vender. Então, peço apoio aos parlamentares de Pernambuco que olhem mais para essa causa”, disse. 

Ele citou o caso do deputado federal Felipe Carreras (PSB) que, segundo ele, defende a venda individualmente do Aeroporto do Recife. “Peço ao deputado que venha dialogar com a entidade sindical para mostrarmos que o mérito de vender individualmente vai prejudicar, sim, Pernambuco, porque já vimos que isso dá errado, os aeroportos que estão concedidos estão com os preços lá em cima de estacionamento, de serviços”, argumentou. 

Na última quinta-feira (3), em seminário n Bairro do Recife para discutir o impacto da privatização do equipamento, o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), defendeu uma ampla discussão sobre o tema. De acordo com o prefeito, o modelo de concessão foi alterado e, dessa forma, o Aeroporto do Recife é o primeiro superavitário a ser leiloado em um lote junto a outros deficitários.

Questionado sobre o lucro, Félix argumentou que o Aeroporto do Recife é superavitário. “Não só sustenta o Aeroporto do Recife, mas sustenta os aeroportos da região Nordeste que estão na rede Infraero. Então, já existe esse subsídio cruzado. O faturamento dele deve ser usado para sustentar, por exemplo, os aeroportos de Pernambuco”, disse.

Com informações de Geraldo Moreira, da Rádio Folha FM 96,7.

BLOGDAFOLHAAERPORTO

Notícia anterior

Próxima notícia