• Direitos dos idosos e deficientes no transporte público

Há 10 anos o espaço para pessoas idosas e com deficiência em ônibus coletivo era menor do que os que existem hoje. Além da superlotação, havia poucos assentos reservados para eles.

Ciente do problema, Teresa Leitão elaborou e aprovou a Lei 12.745/2004, que garantiu a milhares de idosos e deficientes o direito de entrar pela porta do desembarque caso os assentos reservados para eles estivessem lotados.

O mandato da deputada também editou uma cartilha esclarecendo a população sobre seus direitos.

A mobilização foi tão grande, que dois anos depois o Consórcio Metropolitano Grande Recife, responsável pelo transporte público na Região Metropolitana, editou uma norma, com base no que dizia a lei.

O texto ainda punia com rigor as empresas de ônibus que não obedecessem aos termos da lei. As multas iam de R$ 10 mil a R$ 100 mil.

Notícia anterior

Próxima notícia