• Mobilidade urbana é tema de nova Comissão Especial instalada na Alepe

Do site da Alepe

A Comissão Especial de Mobilidade Urbana da Alepe iniciou as atividades na manhã desta terça (4), com reunião de instalação. Autor do requerimento para a criação do colegiado, o deputado William Brigido (REP) irá presidi-lo. A vice-presidência ficará a cargo da deputada Teresa Leitão (PT) e a relatoria, de João Paulo (PCdoB). No encontro, foi definido que a primeira ação do grupo parlamentar, ainda sem data prevista, será a escuta de movimentos da sociedade civil envolvidos com o tema, como a Frente de Luta pelo Transporte Público em Pernambuco.

“Vamos ouvir, principalmente, as demandas do povo: grupos que estão insatisfeitos e não aceitam mais aumento de passagem, ônibus acabado, metrô sucateado. Discutindo com todos os setores, vamos encontrar caminhos para solucionar esse problema – ou, pelo menos, minimizar a situação”, considerou Brigido. “Se foram encontradas saídas para a mobilidade urbana em várias cidades no exterior, por que não utilizá-las aqui?”, sugeriu o presidente da Comissão Especial.

A vice-presidente endossou a necessidade de escutar os usuários do sistema. “A contribuição da Frente de Luta pelo Transporte Público será importante. Tentei instalar, em 2018, uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para tratar do assunto, mas não obtive o apoio necessário. Este colegiado que instalamos não tem os mesmos poderes, mas contempla o desejo que eu tive na época”, declarou Teresa Leitão. 

João Paulo, por sua vez, sugeriu que também sejam ouvidos os sindicatos de trabalhadores do transporte público, tanto os de ônibus como os metroviários. “A experiência que tive na Prefeitura do Recife mostrou-me que devemos ver a questão de forma metropolitana. Os problemas de mobilidade têm trazido um alto nível de estresse, principalmente para a população de baixa renda”, analisou o relator.

Notícia anterior